top of page
  • Foto do escritorDaluco

BIANCO S 1977

BIANCO S (BRAZIL, 1977)



Mix brasileiro


Por que não seria possível montar um esportivo de dois lugares, baseado na comprovada tecnologia da Volkswagen brasileira, voltado também para os motoristas esportivos? Essa era a questão que preocupava o designer brasileiro Ottorino Bianco em meados da década de 1970.





O italiano de 43 anos tinha vários anos de experiência no ramo de carros esportivos. Em 1974 Ottorino Bianco fundou a empresa “Toni Bianco Competições” com o objetivo de competir em corridas de automobilismo. Pouco depois surgiu o desejo de produzir um pequeno carro esportivo em série. Por falta de alternativas, Bianco optou por um motor Volkswagen Boxer como unidade motriz do seu carro. Naquela época, o motor Volkswagen Boxer mais potente disponível vinha do VW Fusca. Tinha uma cilindrada de 1,6 litro, uma performance máxima de 65 cv e juntamente com o chassis de série construiu a base do desportivo de dois lugares. Como de costume para carros esportivos, a orientação de Bianco era posicionar o motor na parte traseira do carro. Para dar ao seu carro a extravagância necessária, ele se concentrou no design da carroceria. O design harmonioso e compacto encanta até hoje e também fascina os visitantes do X. São Paulo Motorshow, onde o carro foi inicialmente apresentado ao público no estande da “Toni Bianco Competições”, no ano de 1976. Essa resposta positiva foi suficiente Para Ottorino Bianco montar uma pequena produção em série do carro.





Estima-se que até 20 veículos por mês saíram da pequena unidade de produção em São Paulo nos primeiros dias. Infelizmente, o valor final da produção se mostrou muito alto inviabilizando o futuro do carro.



Miniatura feita pela Autocult da Alemanha em 2020.


Até mais!

112 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page