top of page
  • Foto do escritorDaluco

FORD A "JUAN MANUEL FANGIO" 1929

FORD A "JUAN MANUEL FANGIO" (ARGENTINA, 1929)



O começo de uma grande era


Em outubro de 1934, a possibilidade de ganhar um prêmio de 1.000 pesos argentinos despertou o interesse de um jovem da cidade de Balcarce para uma corrida no circuito Benito Juárez. Este jovem era nada mais nada menos que Juan Manuel Fangio. Havia apenas um problema; O jovem de 23 anos não tinha carro próprio!





A resposta dele e de seus amigos a esse problema foi pegar um carro emprestado para a corrida, ganhar a corrida para receber o prêmio e devolve-lo ao seu dono. Em teoria, era muito simples. A "vítima" perfeita foi rapidamente encontrada. Era o taxista Bianculli, que levava seus passageiros em um Ford A construído em 1929. Ele aceitou a proposta e emprestou seu veículo aos jovens, com a condição de que fosse devolvido em perfeitas condições no dia seguinte ao fim de semana da corrida. O que o simpático taxista não sabia era que na noite seguinte seu veículo seria completamente transformado em um carro de corrida único. Fangio e seus amigos modificaram completamente o Ford. Mas esse infinito otimismo acabou repentinamente quando Juan Manuel Fangio teve que se retirar da corrida devido a uma falha de motor a duas voltas do fim, quando era terceiro. A decepção foi grande e, além disso, Fangio e seus amigos tiveram que enfrentar uma conversa complicada com o Sr. Bianculli no dia seguinte.



Bianculli estava muito zangado com o motor danificado. Fangio e seus amigos não tiveram escolha a não ser reparar os danos causados. Além de perderem a possibilidade de ganhar os 1.000 pesos, tiveram que arcar com o custo do conserto do motor, de modo que seu plano perfeito acabou sendo uma aposta ruim.





É verdade que o Ford laqueado de azul com o número 19 teria sido irrelevante na próxima era se o jovem Juan Manuel Fangio não tivesse se tornado um dos maiores pilotos de todos os tempos. Com um total de cinco títulos mundiais, ele foi o piloto de corrida de maior sucesso na Fórmula 1 por décadas, perdendo apenas para Michael Schumacher em 2003. Hoje, a herança de Fangio (e conseqüentemente da Ford) é exibida e apreciada no 'Museu Juan Manuel Fangio' em Balcarce, província de Buenos Aires, capital da Argentina.


Miniatura feita pela Autocult da Alemanha em 2019.


Até mais!

211 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

AIA #176

Comentários


bottom of page